O Fundo de Apoio ao Cinema, criado em 2011, é uma iniciativa da IndieLisboa – Associação Cultural e tem como objectivo ser um instrumento complementar de apoio à pós-produção de filmes portugueses.

Condições de elegibilidade
Os projectos candidatos podem ser curtas ou longas metragens, independentemente do seu género (ficção, documentário, animação ou experimental), em fase de início de pós-produção (alinhamento ou montagem quase finalizada), no momento da candidatura. A autoria deve ser de realizadores portugueses (ou de estrangeiros com residência permanente em Portugal) e deve contar com produção portuguesa. Os projectos candidatos podem ter obtido outros apoios (nomeadamente ICA, Fundação GDA), havendo uma quota de 50% garantida para projectos de baixo orçamento.

Parceiros
Ao IndieLisboa juntam-se os parceiros, Escola das Artes - Universidade Católica Portuguesa, a Digital Mix Música e Imagem, a Fundação GDA, The Yellow Color, e a Portugal Film – Agência Internacional de Cinema Português. Os parceiros contribuirão com serviços ou financiamento directo e a agência Portugal Film participará para mostrar a programadores e distribuidores internacionais os projectos, em fase de work-in-progress, no contexto das Lisbon Screenings, sessões privadas de filmes portugueses por estrear especialmente organizadas para estes convidados internacionais.

Funcionamento
Uma comissão constituída por elementos de todas as entidades parceiras escolherá oito projectos, de todas as candidaturas válidas recebidas. Os oito projectos seleccionados apresentar-se-ão perante um júri internacional durante o festival IndieLisboa, no âmbito do qual são visionados os excertos dos trabalhos e as equipas de cada filme realizam um pitch.

Candidatura
A candidatura é realizada em duas fases. Após a conclusão da inscrição do projecto via FilmFreeway é-lhe fornecido o link para o formulário Google, onde são pedidas mais informações, bem como, o upload dos documentos em formato pdf. A candidatura só se encontrará completa após este segundo passo. Em caso de dúvida não hesite em contactar-nos: Carlota Gonçalves / fundo@indielisboa.com.

Escola das Artes, Universidade Católica Portuguesa: apoio financeiro no valor de €1.500 atribuído a um projecto de qualquer metragem e género;

Digital Mix Música e Imagem: serviços de pós-produção de som para uma curta metragem e misturas de som para uma longa metragem (sem edição de som ou sound design);

Fundação GDA: €6.000 para criação de música original, premiando uma longa metragem (€4.000) e uma curta metragem (€2.000), ou em alternativa três curtas metragens (cada uma €2.000);

The Yellow Color: dois dias de estúdio em pós-produção de imagem para uma curta metragem, sendo que o primeiro dia é de preparação de materiais e equilíbrio feito por um colorista júnior e o segundo dia de correcção de cor com Marco Amaral.

Cláusula Primeira
(Objectivo do Fundo)
1. O Fundo de Apoio ao Cinema tem como objectivo funcionar como um instrumento complementar de apoio à pós-produção de filmes portugueses.
2. O Fundo de Apoio ao Cinema fixará anualmente o montante de apoio a conceder, assim como as modalidades de atribuição do mesmo, funcionando sob a forma de subsídio a fundo perdido.
3. Poderão candidatar-se todos os projectos de filmes em fase de pós produção, dando-se preferência a projectos que não tenham obtido subsídios públicos relevantes.

Cláusula Segunda
(Parceiros)
1. O Fundo de Apoio ao Cinema 2021 será constituído pelos seguintes parceiros:
a) IndieLisboa – Associação Cultural, que organiza o processo de recebimento de filmes e a atribuição anual dos montantes de apoio, assim como procede à gestão do mesmo, acompanha e verifica a execução dos projectos;
b) Escola das Artes, Universidade Católica Portuguesa, atribuirá um apoio financeiro no valor de €1.500 premiando um projecto de qualquer metragem e género;
c) Digital Mix Música e Imagem, disponibiliza serviços de pós-produção de som para uma curta metragem e de misturas de som para longa metragem (mistura sem edição de som ou sound design);
d) Fundação GDA, atribuirá um apoio financeiro no montante de €6.000 para criação de música original, premiando uma longa metragem (€4.000) e uma curta metragem (€2.000), ou em alternativa três curtas metragens (cada uma €2.000);
e) The Yellow Color, estúdio de pós-produção de Imagem, para apoio em serviços de pós-produção para uma curta metragem - dois dias de estúdio em pós-produção de imagem para uma curta metragem, sendo que o primeiro dia é de preparação de materiais e equilíbrio feito por um colorista júnior e o segundo dia de correcção de cor com Marco Amaral;
f) Portugal Film – Agência Internacional de Cinema Português, apresentará/mostrará clips/excertos dos projectos seleccionados no âmbito das Lisbon Screenings – evento de promoção do Cinema Português, com participação de programadores, distribuidores e buyers internacionais, tendo preferência na promoção, distribuição internacional e vendas dos filmes apoiados.

2. Nos anos seguintes poderá haver outras entidades apoiantes.

Cláusula Terceira
(Condições de Participação)
1. Os projectos candidatos podem ser curtas ou longas metragens, independentemente do seu género (ficção, documentário, animação ou experimental) em fase de início da pós-produção no momento da candidatura;
2. Podem candidatar-se directamente:
a) realizadores de nacionalidade portuguesa ou estrangeiros residentes permanentemente em Portugal;
b) produtoras (com sede em Portugal);
3. A recepção de candidaturas deverá fazer-se até dia 25 de Junho de 2021 (sexta-feira);
4. Do dossier de candidatura devem constar obrigatoriamente os documentos que seguem:
a) preenchimento obrigatório do formulário de candidatura (website www.indielisboa.com/fundo), a qual incluirá um link de visionamento do alinhamento da montagem, ou de excertos de sequências de montagem;
b) confirmativo de apoio já recebido (caso se aplique);
c) orçamento e montagem financeira do projecto;
d) contrato com o autor do argumento e com autores de obras pré-existentes, quando diferentes do candidato;
e) declaração de interesses de músico(s) convidado(s) para o projecto (caso se aplique);
f) outros elementos considerados importantes pelo candidato.
5. Os candidatos deverão efectivar a candidatura com um pedido específico relativo a apoio financeiro e/ou serviços, nas categorias disponíveis: montante financeiro, criação de música original, pós-produção de imagem e pós-produção de som.
6. O pedido pode ser cumulativo das diferentes categorias, ou, em alternativa, só algumas.
7. A candidatura deve ser efectivada através do envio de um pdf (único) com todos os documentos acima mencionados.
8. Aos 8 projectos seleccionados será requisitada a entrega de um link de visionamento legendado em inglês com a duração máxima de 8 minutos (curtas metragens) ou 20 minutos (longas metragens). O mesmo será visionado em sala por um júri internacional, numa sessão das Lisbon Screenings, no momento anterior à realização do pitch durante o IndieLisboa, entre os dias 25 e 27 de Agosto de 2021. O link deverá ser fornecido no prazo máximo de 8 dias após a comunicação de selecção, em Julho.

Cláusula Quarta
(Critérios de Avaliação e Selecção)
1. O Fundo de Apoio ao Cinema deverá ter em conta critérios gerais de qualidade e potencial artístico dos projectos, tanto a nível nacional como internacional e a exequibilidade de produção dos mesmos.
2. Os projectos seleccionados poderão ter recebido outros apoios (nomeadamente do ICA, Fundação GDA ou outras entidades), havendo uma quota de 50% na selecção de projectos de baixo orçamento, ou seja, dos oito projectos escolhidos, pelo menos 4 serão projectos de baixo orçamento.
3. Por baixo orçamento entenda-se abaixo de metade do orçamento de apoio à produção do ICA nas diversas categorias: longa metragem, curta metragem, animação e documentário.
4. Como critério de desempate, será ainda dada preferência a jovens realizadores, assim como serão tomadas em consideração as obras anteriores realizadas por estes (se existirem).
5. Poderão ainda ser feitos convites a projectos para apresentarem candidaturas (num limite de dois).
6. O apoio atribuído a cada projecto é variável, podendo ser cumulativo dos vários itens do apoio.
7. As decisões sobre atribuição dos apoios serão, num primeiro momento, da responsabilidade de uma Comissão de Análise que avaliará, de forma independente e conscienciosa, as candidaturas e de acordo com os critérios fixados, indicados no número 1 desta cláusula.
8. A Comissão de Análise será constituída por um representante de cada uma das entidades parceiras do Fundo, sendo que cada uma destas entidades terá direito a um voto.
9. A Comissão de Análise escolherá 8 projectos (de todas as candidaturas válidas recebidas) até ao dia 10 de Julho de 2021 e comunicará depois aos interessados as decisões.
10. Esses 8 projectos seleccionados apresentar-se-ão perante um júri internacional constituído por 3 membros, durante a realização do festival IndieLisboa (25 a 27 de Agosto).
11. O pitch de apresentação do projecto (obrigatoriamente em inglês) não poderá ter duração superior a 10 minutos. No pitch poderão ser ainda mostradas imagens da montagem (de preferência diferentes das já visionadas pelo júri) e poderão ser dadas explicações relativas ao projecto, de todas as formas julgadas relevantes pelo candidato.
12. Poderão realizar o pitch o realizador, ou o argumentista, produtor, actores do projecto ou outros elementos que os candidatos considerem importantes estar presentes.
13. As decisões dos premiados serão conhecidas no mês de Agosto durante o IndieLisboa, numa cerimónia de entrega de prémios autónoma. Os candidatos não presentes serão notificados das decisões posteriormente. Os resultados serão anunciados publicamente pelo IndieLisboa, podendo os vencedores igualmente fazê-lo a partir da data que lhes será indicada.

Cláusula Quinta
(Assinatura de contratos)
1. No prazo de 30 dias da decisão serão elaborados os contratos com cada entidade/autor vencedor do Fundo de Apoio ao Cinema 2021, devendo os mesmos ser assinados nesse mesmo período.

Cláusula Sexta
(Contrapartidas)
1. Em contrapartida do apoio atribuído, o responsável pelo projecto (realizador/produtor) deverá:
A) Mencionar a atribuição do apoio do Fundo (logotipo próprio e o logotipo de todas as entidades participantes) através de cartão fornecido para o efeito pela IndieLisboa que deverá ser colocado no genérico do filme;
B) Mencionar a atribuição do apoio do Fundo em todos os comunicados de imprensa sobre o filme, assim como, no website do filme e campanhas de comunicação associadas, no facebook ou outras redes sociais;
C) Entregar um ficheiro final do filme apoiado a cada uma das entidades representadas no Fundo, devendo convidá-las para a estreia mundial do filme, se a mesma ocorrer em Lisboa, ou em Portugal;
D) Aceitar que o filme possa ser projectado em eventos especiais de alguma das entidades participantes do Fundo, sem acréscimo de despesa. De qualquer forma, a entidade deverá dar conta da sua intenção de exibição e não poderá fazê-lo caso comprometa alguma combinação anteriormente assumida pelo realizador/produtor;
E) Devem participar em palestras, encontros, seminários, e outros acontecimentos análogos, e prestar depoimentos, tendo em conta a sua participação do Fundo de Apoio ao Cinema, e de acordo, com a disponibilidade que deverá ser verificada, caso a caso;
F) Dar entrevistas e disponibilizar material de rodagem ou fotos a órgãos de comunicação social, caso estes o requeiram;
G) Aceitar que os filmes seleccionados possam ser agenciados (nacional e internacionalmente) pela Portugal Film, caso esta manifeste esse interesse;
H) Outras condições que decorram das anteriores.

Cláusula Sétima
(Órgãos)
A Comissão de Análise será constituída por um representante nomeado por cada um dos membros participantes.

Cláusula Oitava
(Funcionamento)
1. Cada entidade apoiante do Fundo de Apoio ao Cinema terá direito a um voto.
2. As decisões serão tomadas por maioria simples.
3. Anualmente realizar-se-á uma assembleia de análise e aprovação das contas e do trabalho realizado, e, ao mesmo tempo, decidir-se-á a calendarização do(s) concurso(s) no ano seguinte.

Cláusula Nona
(Promoção e Divulgação)
A IndieLisboa e os restantes parceiros do Fundo promoverão o concurso anual, tratando da sua divulgação e fazendo todos os esforços para atingir o maior número de destinatários possível.

Cláusula Décima
(Casos Omissos)
Todos os casos não previstos no presente regulamento serão decididos em Assembleia de participantes.

Lisboa, 1 de Junho, 2021

IndieLisboa | Escola das Artes, Universidade Católica Portuguesa |Digital Mix Música e Imagem | Fundação GDA | The Yellow Color | Portugal Film – Agência Internacional de Cinema Português